Prefeitura de Araçatuba orienta igrejas sobre funcionamento

A Prefeitura de Araçatuba realizou uma reunião, na manhã desta quinta-feira (21), com uma comissão de 12 pastores de igrejas evangélicas para orientar sobre o funcionamento durante a pandemia.

O secretário de Assuntos Jurídicos, Fábio Leite, explicou que os decretos federal e estadual não proíbem o funcionamento das instituições religiosas. Ele destacou, no entanto, que é preciso que elas respeitem as normas de distanciamento social e que evitem aglomeração de pessoas.

O vereador Antônio Edwaldo Dunga Costa esteve presente e esclareceu aos pastores que a decisão de abrir ou fechar empresas ou igrejas não parte do município. “A culpa cai sempre sobre o prefeito, mas a gente aqui apenas respeita as decisões que vem de cima”, enfatizou.

Dunga também lembrou que o município já tentou, por meio de decretos próprios, criar algum tipo de flexibilização, mas foi barrado na Justiça. “É muita fake news por ai, colocando a culpa na Prefeitura por causa de assuntos que são do Estado e da União”, disse.

O prefeito Dilador Borges enfatizou que é necessário que as igrejas respeitem as normas de saúde pública. “O Estado vai fiscalizar e pode lacrar as igrejas. Nossa recomendação é para que quem decidir abrir, que fique atento às normas”, afirmou.

 

Prefeitura Municipal de Araçatuba