Estudo faz projeções de avanço do coronavírus em Araçatuba

Em reunião nesta sexta-feira (17), a secretária municipal de Saúde de Araçatuba, Carmem Guariente, expôs ao prefeito Dilador Borges e à vice-prefeita Edna Flor os resultados de um estudo feito pela plataforma Simula Covid, de realização de três organizações sem fins lucrativos: Impulso, IEPS (Instituto de Estudos para Políticas de Saúde) e Instituto Arapyaú.

O estudo, baseado nas condições de saúde específicas de Araçatuba, fez a análise dos cenários de esgotamento da rede de saúde, sugestão de estratégia de vigilância com suporte de especialista da FioCruz, explanou sobre frentes de atuação e detalhamento das estimativas usando a ferramenta Simula Covid.

De acordo com as projeções feitas para Araçatuba, o estudo deixa claro que as medidas restritivas são fundamentais para evitar o colapso no sistema público de saúde.

“Estamos sendo assessorados por essas organizações que, de acordo com os estudos que elas nos enviam, podemos ter um parâmetro das projeções da situação que o coronavírus provocará em Araçatuba. Esse primeiro estudo reforça a necessidade de se manter o isolamento social diante dos riscos de aumento repentino dos números de casos”, reforça Carmem.

PANORAMA ATUAL

De acordo com a secretária de Saúde, Carmem Guariente, a Santa Casa conta com 19 LEITOS para internações de média complexidade exclusivamente para atender pacientes suspeitos de Covid-19. Quanto a leitos de UTI adulto, os 10 leitos existentes são para atender a pacientes de toda a região e as diversas patologias.

Há um pedido, formalizado ao Governo do Estado de São Paulo, pelo Departamento Regional de Saúde de Araçatuba, para que sejam implantados 29 leitos de UTI exclusivamente para casos graves de coronavírus.

 

Prefeitura Municipal de Araçatuba