Professor do Senac doa 20 protofaces que imprimiu em 3D especialmente para equipes da Santa Casa

Envolvido pelo movimento criado nas redes sociais que conclamam especialistas em informática e que tenham impressora 3D a produzirem protofaces para doação a hospitais que atendem pacientes infectados pela covid-19, o professor de informática do Senac Araçatuba, Miguel Marinho Fornazieri, decidiu integrar essa corrente do bem. Com recursos próprios, o professor adquiriu os materiais necessários e passou a produzir protofaces. 

Nesta segunda-feira (30), entregou um lote com 20 unidades que foram impressas em três dias. As máscaras doadas já foram incluídas em kits de prevenção do Pronto-Socorro, Isolamento e UTI Geral, unidades que estão atuando diretamente com pacientes com quadro suspeito de coronavírus. 

Os protetores são um tipo de viseira, produzida em acrílico, utilizada como equipamento de proteção individual que profissionais da saúde usam em atendimentos, procedimentos e assistência diária em pacientes com doenças infectocontagiosas, informou a Santa Casa.

A viseira cobre toda a face do profissional, protegendo-o contra gotículas de fluidos corporais que possam respingar durante os procedimentos.  

A viseira é utilizada sobre as máscaras de proteção obrigatórias (cirúrgicas ou a N-95). O equipamento pode ser reutilizado várias vezes e por profissionais diferentes, necessitando que seja higienizado com álcool 70%.

 

Fonte: Hoje Mais